PANASONIC inaugura a primeira cidade sustentável no Japão.

25/03 2015
04

Construída em uma região devastada por tsunami a “Cidade Inteligente e Sustentável de Fujisawa” é um projeto encabeçado pela PANASONIC e mais oito empresas. O foco é a consciência ecológica e energética, onde as casas possuem painéis solares embutidos e baterias que armazenam a energia excedente produzida. Na cidade já existe um bairro, para quem deseja ter apenas um carro compartilhado, e claro ele é elétrico.

Possue um moderno sistema de sensores para a iluminação pública visando o desperdício “zero” de energia. Além disso o verde está presente em vários pontos, tanto no acesso, quanto na própria cidade.

foto 00

01

02

03

04

05

 

Como economizar água na construção da sua Casa Novah?

23/03 2015
Sistema de reuso de água por gravidade – Foto Letícia Rufino

Olá pessoal, neste mês de março temos vários dias que lembram sobre questões ambientais. Dia 16/03 foi o dia Nacional da Conscientização sobre Mudanças Climáticas, 21/03 foi o dia da árvore e 22/03 dia mundial da água.

A questão é que temos que tratar este bem, como uma jóia de família que será repassada para as gerações futuras e por isso temos que melhorar muito a forma como hoje a utilizamos.

Dicas simples podem contribuir e muito para a economia, então vamos à elas.

Na minha casa novah, por exemplo, fiz a escolha dos misturadores de água quente e fria, tanto das bancadas, quanto dos chuveiros do tipo monocomando. Isso faz com que a temperatura da água ideal seja encontrada mais facilmente e consequentemente há um desperdício menor de água.

Monocomado do chuveiro

Monocomado do chuveiro

As válvulas das bacias são de duplo comando assim, liberam 3 litros de água para o líquido e 6 para o sólido.

Válvula Hidra com comando duplo de água

Válvula Hidra com comando duplo de água

Instalei ao lado das caixas de água tratada, uma caixa com capacidade para 1000 litros que capta um pouco da água de chuva de um dos telhados e quando esta caixa enche o excedente volta para o duto de água pluvial. Esta água de chuva, desce por meio da gravidade e é utilizada para regar o jardim e fazer a limpeza das áreas externas da casa.

Sistema de reuso de água por gravidade – Foto Letícia Rufino

Sistema de reuso de água por gravidade – Foto Letícia Rufino

Outra dica interessante é instalar arejadores nas torneiras e dispositivos econômicos nos chuveiros. Estes dois itens fazem com que seja liberando menos água por minuto.

Algo interessante e que já é uma realidade em Curitiba-PR, é que toda a água pluvial de uma casa, deve ser enviada ao solo, por meio de sumidouros simples, feitos com manilhas de concreto, brita e areia. Assim cada pessoa é responsável pela água que cai em sua propriedade, evitando que a água vá para a rua e assim diminuindo a quantidade de alagamentos nas cidades.

Pense bem, medidas simples podem contribuir e muito para a preservação da água para nossos filhos.

Beijos e até a próxima.

rufipng2.11

 

3 razões para você automatizar sua casa: CONFORTO, SEGURANÇA E ECONOMIA.

17/03 2015
05

CONFORTO

  • Persianas eletrônicas.
  • Programação para controle de luz na sala de tv.
  • Projetor de cinema retrátil no teto.
  • Irrigação de jardim controlada com timer.
  • Controlar a temperatura do ar condicionado de cada ambiente individualmente.
  • Poder definir uma programação de acendimento automático de luminárias pré-definidas a partir da leitura biométrica.

 

SEGURANÇA

  • Poder ligar a luz da garagem ou olhar o circuito interno de tv antes de chegar em casa.
  • Ligar a banheira de hidro massagem remotamente controlando até a temperatura.
  • Balizadores de degrau se acendem a partir do caminhar pela escada, e logo vão se apagando.
  • Portão eletrônico com acionamento a partir de um comando ou farol do carro.

 

ECONOMIA

  • Poder otimizar que as luzes fiquem acesas apenas quando alguém estiver no ambiente.

 

Estima-se que o investimento para implantação de um projeto de automação ou adaptação de uma casa existente, fique em torno de apenas 3% á 8% do valor da obra, e a expectativa da Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial (AURESIDE), é que em 2015 o número de casas com algum tipo de automação chegue a 1,5 milhões. Um fator que impulsionou muito esse número é a grande quantidade de adeptos ao uso de smartphones, que desejam ter controle de um número cada vez maior de itens e transações a partir do celular. Todos esses sistemas de automação podem ser controlados através de aplicativos instalados no aparelho.

O ideal é que você contrate o profissional com o projeto ainda em planta, para que ele defina de acordo com seu perfil os melhore itens para sua casa. Caso você deseje, é possível deixar toda a fiação pronta e depois de uns meses da obra finalizada, instalar os equipamentos necessários.

Em Catalão, você encontra estes serviços na  RT Solutions (64)3411-7027.

01

02

Interface do circuito interno de tv, visto no celular.

Interface do circuito interno de tv, visto no celular.

 

Modelo de sensor por biometria.

Modelo de sensor por biometria.

05

RT SOLUTIONS - Banner Site

 

Gostou? Eu acho simplesmente incrível.

Bjos

rufipng2.11

Os drones na construção civil.

16/12 2014
Foto: DJI

Para quem acha que drones são itens apenas para uso militar ou de ficção científica, está ultrapassado. Hoje existem drones de vários tamanhos e funcionalidades.

Mas afinal, o que são?

Drones são veículos aéreos não tripulados e que possuem câmeras, podendo ser usados para inúmeros fins.

01

Eles estão sendo utilizados até para fotografar casamentos, possibilitando ao fotógrafo a captação de imagens nunca antes possíveis.

E é claro que a construção civil, não iria ficar de fora dessa inovação tecnológica. Os drones estão sendo utilizados para obter imagens de empreendimentos como edifícios, hidroelétricas e fábricas e assim é possível monitorar os empreendimentos de forma bem mais rápida e eficiente diminuindo os custos. Além disso, as imagens ou vídeos podem ser enviados aos clientes, tanto para acompanhar o desenrolar da obra, quanto para saber exatamente a vista que seu apartamento terá, assim que concluído.

Foto: DJI

Foto: DJI

Foto (KCPQ-TV)

Foto (KCPQ-TV)

Os drones mais simples custam em torno de R$2.500,00 e podem ser adquiridos já no Brasil.

Vamos usar na sua obra?

rufipng2.11

 

 

 

Foto 01: http://en.wikipedia.org/wiki/Parrot_AR.Drone">http://en.wikipedia.org/wiki/Parrot_AR.Drone
Foto 02:http://www.theblaze.com/stories/2014/11/18/the-ntsb-just-made-a-big-ruling-regarding-drones/
Foto 03:  http://q13fox.com/2014/05/31/report-lapd-gets-2-drones-from-seattle-police-dept/">http://q13fox.com/2014/05/31/report-lapd-gets-2-drones-from-seattle-police-dept/
http://blogaecweb.com.br/blog/drones-chegam-a-construcao-civil/">http://blogaecweb.com.br/blog/drones-chegam-a-construcao-civil/

Teto verde, ganha cada vez mais adeptos. Mas afinal o que é e para que serve?

14/11 2014
03

O teto verde, nada mais é que um jardim feito em uma laje ou cobertura. Mas nem todo telhado pode receber essa estrutura. Precisamos levar em conta a inclinação do telhado e se a estrutura da edificação consegue suportar essa carga extra.

A principal vantagem da instalação deste elemento, é o conforto térmico, o que proporciona economia de energia (consequência da diminuição do uso do ar condicionado), além é claro da estética da edificação.

Você pode usar este elemento arquitetônico em todo telhado ou em apenas um volume ou um trecho. É importante dizer que a impermeabilização correta do telhado é importantíssima  para o sucesso desse tipo de cobertura, evitando assim infiltrações futuras.

Dependendo do tipo de acesso, seu telhado verde pode se transformar em uma horta, realidade que vem sendo usada em edifícios empresariais, shoppings e hospitais.

Então fica a dica e imagens para você se inspirar.

01

02

03

04

05

06

Projeto Ecocasa

Projeto Ecocasa

Projeto  Centre d’Ecologie Urbaine de Montréal/Foto Élison Prieto

Projeto Centre d’Ecologie Urbaine de Montréal/Foto Élison Prieto

09

Projeto Thatianna Nunes e Ricardo Roberto (perspectiva eletrônica)

Projeto Thatianna Nunes e Ricardo Roberto (perspectiva eletrônica)

Beijos!

rufipng2.11

Foto 01 http://ecotelhado.com/portfolio/ecotelhado/">http://ecotelhado.com/portfolio/ecotelhado/
Foto 02: http://morareviver.wordpress.com/2011/03/31/telhado-verde/">http://morareviver.wordpress.com/2011/03/31/telhado-verde/
Foto 03 http://custom-real-estate-websites.com/creating-your-own-perfect-green-roof-ideas-for-living-room/green-roof-garden-with-pool-for-gazebo/
Foto 04: http://www.homebuilding.co.uk/advice/key-choices/roofing/green-roofs">http://www.homebuilding.co.uk/advice/key-choices/roofing/green-roofs
Foto 05: http://en.wikipedia.org/wiki/Eco-cities">http://en.wikipedia.org/wiki/Eco-cities
Foto 06: http://teto2r.com/telhado-verde-perguntas-e-respostas/">http://teto2r.com/telhado-verde-perguntas-e-respostas/
Foto 07: http://institutocidadejardim.wordpress.com/2012/01/15/telhado-verde-kraft-foods-piracicaba/
Foto 08: http://elissonprieto.wordpress.com/tag/ecocity/
Foto 09: http://ecotelhado.com/portfolio/ecotelhado/sistema-modular-alveolar-grelhado/">http://ecotelhado.com/portfolio/ecotelhado/sistema-modular-alveolar-grelhado/
Foto 10:http://assimeugosto.com/2012/06/26/fachadas-de-casas-sem-telhado-4/">http://assimeugosto.com/2012/06/26/fachadas-de-casas-sem-telhado-4/

Vai investir na construção civil? Conheça as casas geminadas.

29/10 2014
Projeto Arq. Antonio Altarriba Comes/Fotos Diego Opazo

Casas geminadas, nada mais são que certo número de casas unidas entre si, por um mesmo telhado e estrutura, tendo uma parede em comum. Na maioria dos projetos, espelha-se uma casa em relação à outra, ficando as duas com a mesma fachada. Mas hoje existe uma tendência de que, mesmo internamente iguais, as fachadas sejam feitas um pouco diferentes na forma construtiva e no tipo de acabamento escolhido.

Imagem 3D Guilherme Ganso

Imagem 3D Guilherme Ganso

02

Além de terem o preço por metro quadrado reduzido, pelo compartilhamento de estrutura, ainda tem outro fator que contribui. Por serem construídas em série, acabam sendo feitas de forma mais rápida e consequentemente, mais barata.

Projeto Arq. Antonio Altarriba Comes/Fotos Diego Opazo

Projeto Arq. Antonio Altarriba Comes/Fotos Diego Opazo

Facebook

Instagram