A escolha do terreno ideal: o que faz diferença?

06/04 2015
Terreno da minha CasaNovah – Foto Letícia Rufino

Quando eu era criança, ouvia muito meu pai dizer que para um terreno ser bom, devia-se observar a incidência solar, sendo o ideal, lotes com frente voltados para a nascente. Realmente, hoje terrenos com essa característica são em média R$5.000,00 mais caros que um terreno voltado para o poente ( onde construí minha CasaNovah). Mas hoje sabemos que apenas isso não define se um terreno é bom ou não para a sua casa, pois quando se contrata um arquiteto, a primeira coisa que ele vai avaliar é a posição solar e a partir daí lançar o projeto, para que por exemplo os quartos não fiquem no sol da tarde e a piscina na sombra.

É muito importante avaliar a vizinhança, pois os padrões das casas já construídas, revelam o quanto você deverá investir por metro quadrado e consequentemente, o quanto de valorização terá seu imóvel após a finalização da casa.

Quando se fala em vizinhos, também é bom saber quem serão eles, para manter uma política de boa vizinhança. Fazer uma visita informando que irá construir nas proximidades é sempre algo muito interessante, pois uma obra causa transtornos a quem já mora no local. Outra questão que é muito utilizada é propor uma compensação financeira ao vizinho que já tenha construído o muro da divisa do terreno e arcado com toda despesa sozinho.

Um ítem muito importante e que as vezes passa desapercebido pelo comprador é o desnível do terreno. Quanto mais acentuado, maior a quantidade de terra para aterramento, maior o gasto com muro de arrimo ou é preciso considerar a possibilidade de construir a casa em diferentes níveis, aproveitando ao máximo a topografia do terreno. A minha CasaNovah, foi construída em um terreno de 360,00m² com desnível de 90cm, sendo necessário para aterrá-lo 12 caminhões de terra.

Outros itens também podem interferir em um projeto, como a existência de um poste de iluminação pública, um bueiro ou boca de lobo que captam a água pluvial.

Além destes dados técnicos é muito importante pesquisar no cartório se o terreno tem algum impedimento e na prefeitura se as obras já foram liberadas, pois se isso já for uma realidade, as infraestruturas básicas, como água, esgoto, rede de água pluvial e iluminação pública, já foram executadas.

Terreno da minha CasaNovah – Foto Letícia Rufino

Terreno da minha CasaNovah – Foto Letícia Rufino

Pense bem para escolher, avalie prós e contras, pois o investimento é alto.

rufipng2.11

Cenografia Lollapaloza 2015 - Projeto Paula Raia / Foto Divulgação

A volta dos Tetos Decorados.

24/03 2015
Teto de fibra de vidro e gesso / Projeto Estúdio Icrave / Foto: John Bartelstone

Os tetos decorados, deste 2013 vem se tornando cada vez mais presentes nas mostras de decoração. Para sua execução é necessário que o profissional e o cliente estejam bem alinhados no que se pretende com a decoração do ambiente, pois a linha que divide o ousado do exagerado é bem fininha, rsrsrsrs.

Mas de qualquer forma o forro decorado, só é definido a partir do layout do ambiente (disposição dos móveis e objetos de decoração) e também do projeto luminotécnico bem elaborado, que nada mais é do que realçar e contribuir com a funcionalidade do layout com a iluminação focada em determinado ponto ou indiretamente, dependendo do que se quer transmitir e das possibilidades de cenas que se deseja compor.

O gesso decorado por exemplo, foi usado nas décadas de 80,90 mas agora retorna com classe e personalidade.

Teto do Nobre Palace Hotel em Teófilo Otoni-MG / Foto: Letícia Rufino

Teto do Nobre Palace Hotel em Teófilo Otoni-MG / Foto: Letícia Rufino

Veja abaixo algumas ideias:

Hotel Intercontinental Montréal

Hotel Intercontinental Montréal

Forro inclinado com rasgos de luz

Forro inclinado com rasgos de luz

Placas de Concreto Laqueadas com tinta dourada / Projeto arquitetos Marilda Marchiori e Zeca Repette / Foto: Fábio Pitrez

Placas de Concreto Laqueadas com tinta dourada / Projeto arquitetos Marilda Marchiori e Zeca Repette / Foto: Fábio Pitrez

Restaurante Boullevard Grill / Projeto Arquiteta Agda Daniela / Foto: Tavares e Silvestre

Restaurante Boullevard Grill / Projeto Arquiteta Agda Daniela / Foto: Tavares e Silvestre

A utilização de rasgos de luz e elementos que descem do teto e continuam na parede também se revelam tendência.

Projeto Thaline Queiroz, Luciano Dourado e Maria Fernanda Piccoli / Foto Divulgação

Projeto Thaline Queiroz, Luciano Dourado e Maria Fernanda Piccoli / Foto Divulgação

Teto de fibra de vidro e gesso / Projeto Estúdio Icrave / Foto: John Bartelstone

Teto de fibra de vidro e gesso / Projeto Estúdio Icrave / Foto: John Bartelstone

Inspire-se!

rufipng2.11

Como economizar água na construção da sua Casa Novah?

23/03 2015
Sistema de reuso de água por gravidade – Foto Letícia Rufino

Olá pessoal, neste mês de março temos vários dias que lembram sobre questões ambientais. Dia 16/03 foi o dia Nacional da Conscientização sobre Mudanças Climáticas, 21/03 foi o dia da árvore e 22/03 dia mundial da água.

A questão é que temos que tratar este bem, como uma jóia de família que será repassada para as gerações futuras e por isso temos que melhorar muito a forma como hoje a utilizamos.

Dicas simples podem contribuir e muito para a economia, então vamos à elas.

Na minha casa novah, por exemplo, fiz a escolha dos misturadores de água quente e fria, tanto das bancadas, quanto dos chuveiros do tipo monocomando. Isso faz com que a temperatura da água ideal seja encontrada mais facilmente e consequentemente há um desperdício menor de água.

Monocomado do chuveiro

Monocomado do chuveiro

As válvulas das bacias são de duplo comando assim, liberam 3 litros de água para o líquido e 6 para o sólido.

Válvula Hidra com comando duplo de água

Válvula Hidra com comando duplo de água

Instalei ao lado das caixas de água tratada, uma caixa com capacidade para 1000 litros que capta um pouco da água de chuva de um dos telhados e quando esta caixa enche o excedente volta para o duto de água pluvial. Esta água de chuva, desce por meio da gravidade e é utilizada para regar o jardim e fazer a limpeza das áreas externas da casa.

Sistema de reuso de água por gravidade – Foto Letícia Rufino

Sistema de reuso de água por gravidade – Foto Letícia Rufino

Outra dica interessante é instalar arejadores nas torneiras e dispositivos econômicos nos chuveiros. Estes dois itens fazem com que seja liberando menos água por minuto.

Algo interessante e que já é uma realidade em Curitiba-PR, é que toda a água pluvial de uma casa, deve ser enviada ao solo, por meio de sumidouros simples, feitos com manilhas de concreto, brita e areia. Assim cada pessoa é responsável pela água que cai em sua propriedade, evitando que a água vá para a rua e assim diminuindo a quantidade de alagamentos nas cidades.

Pense bem, medidas simples podem contribuir e muito para a preservação da água para nossos filhos.

Beijos e até a próxima.

rufipng2.11

 

3 razões para você automatizar sua casa: CONFORTO, SEGURANÇA E ECONOMIA.

17/03 2015
05

CONFORTO

  • Persianas eletrônicas.
  • Programação para controle de luz na sala de tv.
  • Projetor de cinema retrátil no teto.
  • Irrigação de jardim controlada com timer.
  • Controlar a temperatura do ar condicionado de cada ambiente individualmente.
  • Poder definir uma programação de acendimento automático de luminárias pré-definidas a partir da leitura biométrica.

 

SEGURANÇA

  • Poder ligar a luz da garagem ou olhar o circuito interno de tv antes de chegar em casa.
  • Ligar a banheira de hidro massagem remotamente controlando até a temperatura.
  • Balizadores de degrau se acendem a partir do caminhar pela escada, e logo vão se apagando.
  • Portão eletrônico com acionamento a partir de um comando ou farol do carro.

 

ECONOMIA

  • Poder otimizar que as luzes fiquem acesas apenas quando alguém estiver no ambiente.

 

Estima-se que o investimento para implantação de um projeto de automação ou adaptação de uma casa existente, fique em torno de apenas 3% á 8% do valor da obra, e a expectativa da Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial (AURESIDE), é que em 2015 o número de casas com algum tipo de automação chegue a 1,5 milhões. Um fator que impulsionou muito esse número é a grande quantidade de adeptos ao uso de smartphones, que desejam ter controle de um número cada vez maior de itens e transações a partir do celular. Todos esses sistemas de automação podem ser controlados através de aplicativos instalados no aparelho.

O ideal é que você contrate o profissional com o projeto ainda em planta, para que ele defina de acordo com seu perfil os melhore itens para sua casa. Caso você deseje, é possível deixar toda a fiação pronta e depois de uns meses da obra finalizada, instalar os equipamentos necessários.

Em Catalão, você encontra estes serviços na  RT Solutions (64)3411-7027.

01

02

Interface do circuito interno de tv, visto no celular.

Interface do circuito interno de tv, visto no celular.

 

Modelo de sensor por biometria.

Modelo de sensor por biometria.

05

RT SOLUTIONS - Banner Site

 

Gostou? Eu acho simplesmente incrível.

Bjos

rufipng2.11

Fim de Semana: vamos alegrar nossa casa com uma Bola Belga?

13/03 2015
04

Hoje minha sugestão é que você alegre a sua casa com uma planta chamada popularmente de Bola Belga. Você conhece? Se você está imaginando que é uma espécie de margarida com muitas flores que por vezes são usadas para decorar festas, você acertou!!

Daminhas Carol Trentini

Decoração de Casamento.

02

Decoração Área Externa.

03

Centro de Mesa

Dê uma olhada na Bola Belga da minha casa. Não é linda? Então que tal comprar um planta ou flores bem lindas para animar e trazer bons presságios para sua casa neste fim de semana?

04

Bola Belga / Foto Letícia Rufino

 

Beijos!

rufipng2.11

Facebook

Instagram

@leticiarufino_